Você sabe o que está ingerindo junto com o refrigerante?

Você sabe o que está ingerindo junto com o refrigerante?

Os refrigerantes de cola contêm substâncias que os tornam viciantes, por isso sempre queremos tomar mais

Os refrigerantes são bebidas muito populares em todo o mundo. Em certos lugares, como nos Estados Unidos, até custam menos do que a água! Mas, o que a maioria dos consumidores não sabe é o que está contido neles.

Neste artigo você ficará sabendo dos componentes das bebidas que acompanham seus lanches e refeições. Talvez você até pare de consumi-las depois de ler isto!

Como são feitos os refrigerantes?

Estas bebidas são preparadas mediante diferentes processos químicos. Nada é natural. Os refrigerantes contêm açúcar refinada, adoçantes, corantes artificiais (estas três coisas somam quase 90% da garrafa), além de caramelo, cafeína, aditivos e conservantes que derivam do alcatrão (sim, isso mesmo).

A composição dos refrigerantes de cola, por exemplo, é à base de ácidos, principalmente o carbônico e eritórbico. Os nomes soam tão horríveis quanto a realidade. E isso é o que está sendo adicionado ao seu corpo e ao de sua família!

Alguns dos usos, “não difundidos” da bebida de cola mais importante do mundo, mostram que o refrigerante é realmente nocivo para nossa saúde. Os usos são:

Limpar o banheiro

Serve para retirar o sedimento e a sujeira grudada nas paredes do vaso sanitário. Basta jogar um pouco da bebida e deixar que faça efeito durante alguns segundos. Passe uma escova e ficará reluzente!

Retirar a corrosão

Os mecânicos de carros utilizam esta bebida para que os terminais de bateria funcionem. Pegue um copo da bebida e deixe atuar por 30 minutos.

Eliminar a ferrugem

refrigerante tirando ferrugem

Os ácidos que as bebidas de cola contêm são dissolventes de excelente qualidade. Tente usá-las em qualquer elemento enferrujado, como uma bicicleta ou um parafuso.

Limpar as manchas de óleo

Outro dos usos que os mecânicos dão para os refrigerantes. Quando suas roupas estão muito sujas com óleo de carro, eles as colocam em um recipiente com alguns litros da bebida refrescante. Deixam passar três horas e enxaguam com água. Ficam como novas!

Lavar vidros

Seja o vidro do carro como das janelas de casa. Passe um pouco da bebida em um pano e espalhe por todas as janelas. Depois passe um pano úmido e pronto.

Outros componentes dos refrigerantes

Sim, ainda há mais surpresas e segredos que valem a pena serem revelados. Está pronto? Você ficará surpreso! O ácido fosfórico, por exemplo. Trata-se de um grande corrosivo que ataca os dentes em primeiro lugar e depois, quando passa para o corpo, “apronta das suas” no estômago e no fígado.

É o causador de muitos dos problemas ou doenças digestivas, hepáticas e intestinais. Um inimigo silencioso ao que devemos prestar atenção, pois é muito perigoso.

Vários estudos revelaram que este ácido é cancerígeno e que deriva do petróleo. E se a isso somarmos o fato de estar combinado com uma grande quantidade de açúcares e cafeína, temos:

  • Vício: sempre queremos consumir mais e mais.
  • Alterações no sistema nervoso: as pessoas que bebem refrigerantes estão mais excitadas do que o normal.
  • Desequilíbrios no sistema hormonal: como, por exemplo, ao atacar o sistema endócrino.
  • Prejuízos nos dentes: pode causar manchas, podridão e provoca cáries.
  • Desgaste dos ossos: pois “rouba” o cálcio do corpo.
  • Aumento de peso: a grande quantidade de açúcares que os refrigerantes possuem (mesmo as versões light ou com poucas calorias) engordam mais do que qualquer alimento.
  • Redução do sistema de defesas: é mais provável contrair doenças do tipo viral ou bacteriana, já que o sistema imune fica enfraquecido.
  • Aumenta as alergias.
  • Redução dos níveis de minerais no corpo.
  • Fermentação do bolo alimentar: ao beber os refrigerantes junto com as refeições, este interage negativamente no processo digestivo.
  • Produção exagerada de ácido acético e álcool: o fígado tem que trabalhar mais como se tivéssemos consumido bebidas alcoólicas e, logicamente, o danifica enormemente.
  • Destruição e envelhecimento de células.

Refrigerantes

Por que bebemos refrigerantes se fazem tão mal para a saúde?

Se nós soubéssemos o lado negativo destas bebidas, deixaríamos de consumi-las imediatamente e, talvez, até pararia a produção. O que podemos fazer, é deixar de ingeri-las e parar de oferecê-las às pessoas que amamos.

Porque por serem tão viciantes, os refrigerantes são consumidos como se fossem água ou algo gostoso de ser compartilhado. As crianças são as primeiras a pedirem aos seus pais para comprarem uma garrafa no supermercado ou quando vão comer fora.

Porque a publicidade que vemos nos meios de comunicação nos faz acreditar que beber certo refrigerante nos faz “estar na moda”, “desfrutar de uma tarde com amigos” ou “ser feliz com nossa família”. E isto não é verdade.

Existe um grande negócio por trás da produção e comercialização destas bebidas. As empresas enriquecem deteriorando a saúde de seus clientes (como acontece, por exemplo, com a indústria do tabaco, uma das mais importantes do mundo).

O que acontece em nosso corpo quando bebemos refrigerantes?

Refrigerante de cola

Uma pesquisa muito interessante mostra os efeitos que são causados em nosso organismo ao bebermos a famosa bebida dos Estados Unidos com etiqueta vermelha e letras brancas. Quer saber?

  • 10 minutos – O sistema nervoso desperta rapidamente devido à quantidade de açúcar e cafeína que foi introduzida no corpo.
  • 20 minutos – Os níveis de insulina na corrente sanguínea aumentam e o fígado transforma o açúcar da bebida em gordura.
  • 40 minutos – As pupilas se dilatam, a pressão arterial aumenta, o fígado libera mais insulina e os receptores encarregados de nos fazer dormir são bloqueados.
  • 45 minutos – A secreção do hormônio chamado dopamina, que é encarregado de estimular o centro do prazer do cérebro, aumenta. Vale destacar que o mesmo ocorre com as pessoas que consomem heroína.
  • 60 minutos – Aumenta a eliminação de cálcio através da urina, já que o ácido fosfórico do refrigerante se une a certos nutrientes e os “pedem” para sair do corpo. Neste processo perdemos também magnésio e zinco.

 

Fonte: https://melhorcomsaude.com

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*