A história do homem que viveu por 250 anos

Responda rápido: quanto tempo, no máximo, uma pessoa pode viver? Ou, melhor: qual é a pessoa mais velha de quem você já ouviu falar? Quantos anos ela tinha? Cento e vinte, talvez, ou algo aproximado a isso, certo? Pois então você ainda não ouviu falar de Li Ching-Yuen, um fitoterapeuta e artista marcial chinês que parece ter vivido por longos 250 anos.

Quando questionado a respeito dos seus segredos de longevidade, ele costumava dizer que tinha sempre uma mente tranquila, sentava-se como se fosse uma tartaruga, andava alegre como um pombo e dormia como um cachorro.

Outros hábitos de Ching-Yuen incluiam uma dieta vegetariana – o que, já se sabe, proporciona maior qualidade para uma vida mais longa, como o Mega Curioso explicou aqui –, um consumo reduzido de álcool e horários certos para comer e dormir, além do consumo de muito chá. Ching-Yuen costumava meditar também, em posição de lótus, de olhos fechados, por horas.

Segredos

Esse homem, que aparentemente nasceu em 1678 e morreu em 1928, tem poucos registros históricos, mas uma pequena biografia, publicada em um livro sobre longevidade, afirma que ele nasceu na província de Szechuan, tornou-se membro do exército aos 71 anos e foi casado 14 vezes. Durante seus 250 anos de vida, ele aprendeu muito sobre plantas e tratamentos fitoterápicos.

Ching-Yuen foi uma pessoa bastante solidária, que doava os próprios bens a quem tinha mais necessidade. Por causa disso e de seu temperamento sempre lúcido, era considerado uma pessoa agradável, cuja companhia fazia bem a todos. Sobre o chá que consumia, cientistas depois descobriram que se trata de uma planta conhecida como Goji, que contém uma vitamina diferente, chamada de X.

Essa vitamina, ao que tudo indica, tem propriedades medicinais fortes e muito positivas, como a inibição do acúmulo de gordura no organismo, a renovação de células do fígado e o controle dos níveis de glicose e colesterol no sangue. Além disso, essa substância faz bem às células cerebrais e remove toxinas presentes no organismo.

A foto que você viu acima foi tirada um ano antes de Ching-Yuen morrer, em 1927 e, de acordo com estudiosos chineses, todas essas informações são verdadeiras e dão suporte à esperança de que, um dia, todos viverão por pelo menos 200 anos. Será? O que você achou dessa história? Acredita que é possível que alguém tenha vivido por tanto tempo assim?

 

O Sr. Li Qing Yun (1677-1933) morreu na idade de 256 anos velho. Ele tinha 24 esposas, e viveu nove imperadores na dinastia Qing. (Domínio público)

 

Fonte da imagem: Reprodução/TheEpochTimes

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*